quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Ciclista brasileira decepciona na última prova do omnium

A brasileira Janildes Silva fez apenas o nono tempo da última prova do ciclismo feminino, categoria omnium, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Nesta quinta-feira, na disputa do contra-relógio (a última do programa do omnium), ela marcou 39s608 e ficou bem distante da cubana Marlies Mejía, vencedora da prova com 35s211.

 Apesar da vitória, Mejía não ficou com a medalha de ouro no acumulado final das seis provas do omnium. A vitória por pontos ficou com a Venezuela Angie González, seguida da mexicana Sofia Arreola. O bronze ficou com a americana Dana Feiss.

Janildes participou da segunda das cinco baterias da prova, diante da com a costarriquenha Marcela Rubiano. E apesar de ter feito tempo melhor que o de Rubiano (39s608, contra 40s294), ficou longe da argentina Talia Aguirre, que liderava com 38s198.

Não demorou, e Lorena Vargas (Colômbia) e Stephanie Roorda (Canadá) também foram para a pista, assumindo melhores marcas e deixando a brasileira longe de qualquer possibilidade: Vargas marcou 37s888 e Roorda fez 37s189. A liderança era da cubana Marlies Mejias, única a andar abaixo de 36s.

A aposta da torcida, a mexicana Sofia Arreola fez apenas 37s143, enquanto a venezuelana Angie González fez 35s984 - segunda melhor marca da sessão. A chilena Paola Muñoz foi terceira, com 39s901.

Fonte: Terra

2 comentários:

DIEGO MONTEIRO disse...

Cara isso nao foi uma decepção, vc precisa entender a evolução do esporte, e a questão da estrutura;
reveja seu conceito..

Giovane Vazzoler Treter disse...

Opa... q bom que ainda coloquei a fonte que foi o site da Terra... mas o Brasil nesta modalidade está muito aquem do desejado.... hj tem BMX, onde o brasil é um pouco melhor, e amanha a estrada, onde também podemos ter melhores sonhos...
Valeu.....